Nikão dedica gol a filho e Nunes quer título histórico

Atacante contou que o filho de dois anos fez aniversário no dia do jogo e pediu um gol. Treinador exalta final continental e busca conquista inédita para o Furacão

Autor do primeiro gol da vitória por 2 a 0 do Atlético-PR sobre o Fluminense, no Maracanã, o atacante Nikão dedicou o gol ao filho que completou dois anos nesta quarta-feira. Com a vitória, o Furacão somou 4 a 0 no placar agregado e está na final da Copa CONMEBOL Sul-Americana.

"Foi um dia especial para mim. Meu filho completou dois anos. Meio embaraçado, ele não sabe falar direito, pediu um gol de presente. Meu filho é meu torcedor número um, canta o hino do clube, não tira a camisa do Atlético. Hoje teve festinha para ele. Fico muito feliz por esse momento", afirmou Nikão.

"Sem dúvidas, é uma das noites mais felizes para mim como profissional. Eu só ganhei um Campeonato Paranaense. Uma competição internacional tem um peso maior, enfrentamos grandes equipes, criamos uma casca, a maturidade aumenta. O torcedor está de parabéns. Muitos largaram a família para estarem com a gente aqui no Maracanã", completou o atacante, elogioando os paranaenses que fizeram barulho entre os 37 mil presentes no estádio.

O técnico Tiago Nunes exaltou a confiança do clube que ficou na zona do rebaixamento no Brasileirão e hoje chega à sua primeira final de Sul-Americana na história. A equipe está em sétimo lugar no Nacional e luta com o Atlético-MG por uma vaga na Libertadores na última rodada - um lugar na principal Copa do continente virá em caso de título.

"A confiança foi crescendo desde que começamos o trabalho no período da Copa do Mundo. Tínhamos 54% de sermos rebaixados, era muito grande. Mas sabíamos da qualidade do nosso elenco. Conseguimos resgatar a confiança, os jogadores se doaram, saímos da zona do rebaixamento. Sofremos um pouco com falta de vitórias fora, o que não aconteceu na Sul-Americana. Há muita esperança para essa final, para representar bem o Atlético e o Brasil. Somos o Brasil numa final continental, esperamos buscar esse título inédito", afirmou.

Das cinco partidas fora na Sul-Americana, o Atlético-PR venceu quatro.

 

Fechar