Maior goleada da CONMEBOL Sul-Americana e argentinos em campo: como foi a abertura da segunda fase

Católica, do Equador, enfiou 6 a 0 no Melgar, que veio da Libertadores. Independiente tomou virada na Colômbia e agora precisa vencer em casa para seguir na Copa

Além da derrota do Atlético-MG no Chile, a abertura da segunda fase da CONMEBOL Sul-Americana teve duas equipes argentinas em campo e a maior goleada desta edição na rodada desta terça-feira, com seis jogos de ida. A Universidad Católica, do Equador, enfiou 6 a 0 no Melgar, em Quito, e encaminhou sua vaga nas oitavas de final.

A goleada foi a maior da história da equipe equatoriana em campetições da CONMEBOL e a maior de 2019 na Sul-Americana. Foram três gols no primeiro tempo e três no segundo. No mesmo horário, o Royal Pari largou com vitória por 1 a 0 em casa sobre o Macará, enquanto que Colón e River Plate (URU) empataram sem gols em Montevidéu.

O Independiente saiu na frente do Rionegro, na Colômbia, mas tomou a virada e chegou a ficar em situação bem complicada ao ver o time da casa abrir 3 a 1 no placar. Mas os argentinos descontaram e, com a derrota (3 a 2), jogam por duas vitórias simples (1 a 0 e 2 a 1) na próxima semana, em Avellaneda, para irem à próxima fase.

Quem encaminhou a classificação mesmo jogando fora de casa foi o Sporting Cristal, mais um clube que veio da Libertadores e estreou nesta terça. Os peruanos bateram a Unión Española por 3 a 0, no Chile, e agora jogam com larga vantagem em Lima.

Fechar