Alma lavada! Independiente Del Valle cala invasão do Colón no Paraguai e conquista o título da CONMEBOL Sul-Americana 2019

Equatorianos vencem em Nueva Olla por 3 a 1, conquistam o primeiro título da sua história e se classificam à Libertadores e à Recopa 2020

Era Assunção, mas parecia Santa Fé. A torcida do Colón veio em maioria no Nueva Olla, e a primeira final em jogo único e campo neutro da história da CONMEBOL Sul-Americana dava a impressão de que a festa em Assunção já tinha dono.

Mas futebol se decide com bola rolando e depois do apito final. O Independiente Del Valle absorveu a atmosfera criada pelos torcedores adversários (e o refresco trazido pela chuva depois de muito calor na cidade) e foi letal nas oportunidades criadas para desentalar um grupo preso havia 61 anos. A vitória por 3 a 1, neste sábado (9), no Paraguai, consagrou os equatorianos como campeões da Sul-Americana 2019. É o primeiro título profissional (e internacional) da história do clube, fundado em 1958.  

Poster Del Valle campeão Sul-Americana

A conquista também classificou o Del Valle para a fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2020 e à disputa da Recopa do ano que vem, contra Flamengo ou River Plate.

A chuva forte que despencou em Assunção na hora do jogo, no entanto, esfriou o clima de festa e passou a prejudicar o espetáculo, com trovoadas e muitas poças d'água no gramado. Por precaução, o árbitro brasileiro Raphael Claus interrompeu a decisão por cerca de 30 minutos.

Antes, porém, deu tempo para o Independiente Del Valle abrir o placar. Aos 25 minutos, o capitão León escorou a falta cobrada por Pellerano e fez 1 a 0 em Nueva Olla.

Ainda com chuva, mas com condições mais adequadas para a bola rolar, o jogo foi reiniciado após uma hora de paralisação. O Colón teve oportunidade de empatar com Morelo, mas não resistiu aos contra-ataques velozes do adversário pelas pontas.

AFP Independiente Del Valle Colon Sul-Americana 2019

Aos 42 minutos, em jogada individual, Jhon Sánchez entrou pelo lado esquerdo do ataque e tocou por baixo do goleiro Burían para anotar o segundo gol do Del Valle.

Com torcida a favor, o Colón foi mais agressivo no segundo tempo, mas viu a chance de se manter na briga pela taça parar na marca da cal. A arbitragem marcou pênalti em Morelo, empurrado por Landázuri dentro da área do Del Valle, aos 50 minutos. Pulga Rodríguez, o craque do time argentino, partiu para a cobrança, defendida pelo goleiro Pinos.

O erro do camisa 10 abateu o Colón, que passou a ter menos posse de bola, mas houve tempo para marcar o gol de honra, com Olivera, aos 89 minutos. O Independiente Del Valle apenas esperou o fim da partida e aproveitou um contra-ataque para anotar o terceiro, com Dájome. Para lavar a alma em Assunção.

Fechar