Liverpool-URU surpreende o Bahia e vence na Fonte Nova em estreia na CONMEBOL Sul-Americana

Em casa, Tricolor teve o controle do jogo, mas encontrou dificuldade para furar a retranca dos uruguaios, que marcaram de cabeça no segundo tempo

Por falta de uma frase melhor para usar, o jargão "quem não faz, toma" é a melhor forma de resumir as estreias de Bahia e Liverpool-URU na CONMEBOL Sul-Americana . Nesta quinta-feira (7), na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Tricolor finalizou 25 vezes, mas quem balançou a rede foi o time uruguaio, que atuou recuado, marcou no fim do segundo tempo e venceu por 1 a 0, com gol de Ignacio Ramírez - confira números e detalhes do duelo .

O jogo de volta será daqui a duas semanas, no dia 21 de fevereiro, às 19h15 (de Brasília), em Montevidéu. O Tricolor precisa da vitória por dois gols para avançar à Fase 2. Em casa, os uruguaios dependem de um empate sem gols para se classificar.

Embora a primeira chance mais clara de gol tenha sido criada pelo Liverpool, aos nove minutos, com Maureen Franco, em chute de longe espalmado pelo goleiro Douglas, o Bahia dominou o primeiro tempo, mas faltou precisão na hora de finalizar.

Aos 17, Moisés cabeceou na pequena área, após escateio batido por Artur, mas mandou para fora. Gregore, aos 29, e Gilberto, aos 32, girando sobre o marcador em lance típico de centroavante, pararam no goleiro Bava. Em 45 minutos, o Tricolor chutou 11 vezes, mas apenas três foram na meta dos uruguaios.

O Bahia manteve as rédeas do jogo, com 66% de posse de bola no segundo tempo, mas a dificuldade para transformar tal domínio em gols continuou. O time treinado por Enderson Moreira insistiu com jogadas pelo alto e quase marcou aos 51 minutos. Guilherme cabeceou no canto direito, Bava espalmou com a ponta dos dedos e deu rebote, mas Gilberto chutou em cima do goleiro do Liverpool.

AFP Bahia Liverpool Lucas Fonseca Sul-Americana

A aposta em cruzamentos se reforçou com a entrada do atacante Fernandão, que entrou no lugar de Guilherme aos 65 minutos. Mas os uruguaios ficaram ainda mais recuados, satisfeitos com o empate sem gols, dificultando ainda mais as tentativas do Bahia em entrar na área.

Aos 81 minutos, a defesa do Bahia cochilou, e Juan Ramírez aproveitou a cobrança de falta alçada na área para tocar na saída de Douglas e marcar para o Liverpool.

Fechar