Todas as participações da Chapecoense na Copa Sul-Americana

Campeã por aclamação em 2016, equipe catarinense disputará o torneio continental pela quarta vez no ano que vem e estreia contra o Unión La Calera

A Chapecoense criou uma relação íntima com a CONMEBOL Sul-Americana em sua história recente, que se fortaleceu após o trágico acidente aéreo que vitimou a delegação do clube antes da final da edição de 2016, na Colômbia. Em 2019, os catarinenses disputarão o torneio pela quarta vez, com estreia diante do Unión La Calera, em 5 de fevereiro, no Chile, e jogo de volta no dia 19 do mesmo mês, na Arena Condá.

A Chape acumula retrospecto de cinco vitórias, oito empates e cinco derrotas em 18 partidas, com 17 gols marcados e 17 sofridos. Confira o histórico:


CAMPEÃO


AFP Chapecoense San Lorenzo Sul-Americana 2016

A campanha em 2016 começou eliminando o Cuiabá. Nas oitavas de final, despachou o Independiente nos pênaltis e, nas quartas, bateu o Junior Barranquilla. Em busca de sua primeira decisão internacional, a equipe brasileira travou dois duelos épicos com o San Lorenzo. No jogo de ida, na Argentina, empate em 1 a 1. O gol fora de casa deixou a Chape em vantagem, e com o 0 a 0 na Arena Condá, garantido após uma atuação de gala do goleiro Danilo, a Chape se classificou à final contra o Atlético Nacional. 

Porém, na viagem à Colômbia, o voo que levava a delegação caiu nos arredores de Medellín e deixou 71 mortos, entre jogadores, comissão técnica, dirigentes, tripulação e jornalistas. O goleiro Jackson Follmann, o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel, além do radialista Rafael Henzel e uma comissária, sobreviveram à queda. A tragédia cancelou à final. A CONMEBOL, com a anuência do Atlético Nacional, aclamou a Chape como campeã da Sul-Americana de 2016.


QUARTAS DE FINAL


No ano anterior, em 2015, a Chape estreava na competição e iniciava a sua ascensão internacional. Na estreia, eliminou a Ponte Preta e depois passou pelo Libertad nos pênaltis. Nas quartas, cruzou com o River Plate, mas sucumbiu. Perdeu o jogo de ida por 3 a 1, venceu por 2 a 1 em Chapecó, mas os argentinos se classificaram no placar agregado.


OITAVAS DE FINAL


Pará Apodi I Flamengo Chapecoense I 13 09 17

Em 2017, ano em que participou pela última vez da Sul-Americana, a Chape superou o Defensa y Justicia nas penalidades, mas parou no Flamengo nas oitavas: empate em 0 a 0 na Arena Condá e derrota por 4 a 0 no Rio.

Fechar